Dedicado a Michelle Larcher de Brito, tenista portuguesa nascida em Lisboa a 29 de Janeiro de 1993
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2012
ITF $75.000 Phoenix - Michelle perde nos quartos-de-final
Michelle Larcher de Brito perdeu com a canadiana Gabriela Dabrowski, por 6-3, 6-2, nos quartos-de-final do quadro principal do torneio ITF $75.000 Phoenix. Uma parte final de temporada menos conseguida da tenista portuguesa, que não se conseguiu impor em torneios onde foi cabeça de série por várias vezes.Ao fim de cinco anos e meio termina assim a minha participação neste blog. O mesmo ficará disponível até ao final do ano para poderem, se assim o entenderem, deixar os vossos comentários. Agradeço a todos os que aqui vieram ao longo deste tempo e aos que deixaram apoios, critícas, opiniões e informações. À Michelle desejo-lhe o melhor, tanto na vida desportiva como pessoal.


publicado por Feliciano às 12:13
link do post | favorito

59 comentários:
De Cristiano a 27 de Novembro de 2012 às 15:37
Segundo informações que tenho a Michelle já deu entrada com os papéis para se naturalizar Norte-Americana, seguindo os passos dos seus irmãos.


De Anónimo a 27 de Novembro de 2012 às 18:14
oh estas a gozar quem te disse isso , ela nao seria estupida ao naturalizar-se americana se ela num país como Portugal que não tem história nehuma no tenis ja nao é a nnumero 1 nacional fará se for americana nunca será chamada a fed cup , e terá muitas outras meninas a rivalizarem com ela para terem wc dos grandes torneios...
não me parece que ela vá fazer essa decisão alem disso ela ainda a pouco tempo postou no seu ntwitter que saudades que tem dos pasteis de belem o pai dela é tuga


De chester a 27 de Novembro de 2012 às 18:31
There are 3 things wrong with your argument. The only WC Michelle gets for being Portuguese is Estoril & she would likely get that regardless of whether she became an American citizen or not. Secondly, Michelle is not a rising star anymore. WC are for rising stars. Her days of receiving 4-6 WC per year have already ended.

Also FED Cup is not that big of a deal. Tennis is an individual sport. For someone like Michelle, Portuguese Fed Cup play is an UNPAID interruption to a schedule that requires you to always get on a plane & fly to Europe. Besides Portuguese Fed Cup play means being stuck in the 2nd division, so again, not a big deal.


De chester a 27 de Novembro de 2012 às 21:09
Também é preciso considerar que Portugal não tem feito nada para Michelle. Mesmo quando ela era um top júnior Michelle não podia encontrar uma empresa de Portugal como patrocinador Agora, eu entendo que o tênis não é onde as empresas portuguesas querem gastar seu dinheiro promocional, mas considerando todas as coisas, você pode culpar Michelle para decidir oficialmente se tornar um americano? Se, de fato, que é o que ela planeja fazer.


De Anónimo a 27 de Novembro de 2012 às 22:07
parece que queres que ela faça mesmo isso oh :(


De Miguel a 28 de Novembro de 2012 às 11:08
Os irmãos da Michelle não têm sequer autorização de permanência nos EUA, volta e meia têm que sair alguns meses do país para pedirem novo visto de turista. De momento estão em Inglaterra. Se a Michelle pediu a naturalização, a familia mais próxima não sabe disso, mas é uma possibilidade porque viveu lá mais de metade da sua vida.


De Anónimo a 28 de Novembro de 2012 às 17:28
Comentário apagado.


De Miguel a 30 de Novembro de 2012 às 10:37
É a verdade, estupida ou não.... Os serviços de emgiração dos EUA que não dão vistos de permanência, já que os pais não têm um emprego/empresa estável, condição necessária para terem vistos de permanência.


De Anónimo a 1 de Dezembro de 2012 às 08:29
Comentário apagado.


De Miguel a 2 de Dezembro de 2012 às 03:21
Parece-me que a familia Larcher de Brito precisa da tua ajuda!


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2012 às 03:41
Comentário apagado.


De Miguel a 3 de Dezembro de 2012 às 02:12
Não estarás a ver a coisa muito facilitada!? Toda a gente sabe que é muito difícil obter o "green card", além das dificuldades que impõem às profissões técnicas (medicina, arquitetura, engenharia...), em que tens que fazer exames muito difíceis para poderes trabalhar na área. Como já tive interessado em trabalhar nos EUA, na fundação Luso-Americana aconselharam-me a tirar um mestrado/doutoramento numa universidade americana, pois só assim te facilitam a entrada no mercado de trabalho.


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2012 às 20:17
Comentário apagado.


De Miguel a 7 de Dezembro de 2012 às 12:25
Exato, não são ricos...!


Comentar post

mais sobre mim
comentários
O meu blog já está completamente operacional, visi...
Boa Noite, antes de tudo um Bom Ano para todos vós...
I can see that censorship is alive & well among so...
namorado da nossa mii teve um acidente de moto e f...
A Shuai ZHANG não é propriamente uma jogadora qual...
penso que irá acho eu
Michelle inscrita no itf 25,000 de Innisbrook FL,n...
Acreditava que a Michelle pudesse desistir do téni...
arquivos
tags

2001(1)

2002(2)

2003(4)

2004(4)

2005(6)

2006(8)

2007(152)

2008(197)

2009(162)

2010(104)

2011(82)

2012(95)

alemanha(1)

austrália(17)

bélgica(3)

canadá(50)

china(3)

colômbia(1)

destaques(72)

egipto(4)

entrevistas(23)

espanha(8)

eua(324)

exibição(36)

fed cup(29)

fim(1)

fotos(32)

frança(52)

grand slam(75)

hong kong(19)

inglaterra(67)

israel(6)

itália(5)

itf(311)

júnior(129)

luxemburgo(3)

marrocos(4)

méxico(23)

porto rico(6)

portugal(77)

ranking(126)

resultados(86)

sénior(612)

sub-12(4)

sub-14(4)

sub-16(3)

sub-18(5)

taipé(3)

turquia(11)

uzbequistão(12)

videos(31)

wta(441)

wtt(21)

todas as tags

links
pesquisar
 
subscrever feeds